Negócios

Postado em:04/04/2018

Fonte: Valor Econômico - Maria Luíza Filgueiras

Image Description

Hapvida pode valer o dobro da Intermédica após IPOs

A operadora definiu ontem a faixa indicativa de preço para sua oferta inicial

A operadora de saúde Hapvida definiu ontem a faixa indicativa de preço para sua oferta inicial, de R$ 20,41 a R$ 25,66 por ação. Considerando o preço médio de R$ 23,04, a oferta pode movimentar R$ 2,82 bilhões, conforme documento protocolado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A distribuição primária será, inicialmente, de 93.908.216 ações e a oferta secundária, de 28.580.761 ações. No piso da faixa, o montante cairia para R$ 2,5 bilhões e, no teto da faixa, subiria para R$ 3,14 bilhões. A oferta pode aumentar, conforme a demanda, em até 15% do volume inicial em lote suplementar e outros 20% de lote adicional.

 Um dia antes, outra operadora de saúde com oferta em andamento, a Notre Dame Intermédica, havia definido sua faixa de preço. A faixa da Intermédica indica uma captação de R$ 1,95 bilhão, ao preço médio de R$ 16. As duas empresas estão vendendo volume semelhante de ações e terão, ao fim da oferta, 25,95% do capital de ações em circulação, no caso da Intermédica, e 18,73%, no caso da Hapvida. Considerando o volume inicial e o valor médio para ambas, a Intermédica pode chegar à bolsa com um valor de mercado de R$ 7,8 bilhões - a metade do valor de mercado da Hapvida, de R$ 15,5 bilhões, nesse mesmo cenário.

 A posição de valor de mercado é inversa ao tamanho das empresas. A Intermédica faturou R$ 5,3 bilhões em 2017, ante receita de R$ 3,85 bilhões da concorrente, que atua no Norte e Nordeste. No entanto, a Hapvida é mais lucrativa: em 2017, seu lucro foi de R$ 651 milhões, contra R$ 238,2 milhões da Intermédica.

 Segundo instituições financeiras e investidores, duas questões estão diferenciando as companhias. Uma é que a Hapvida é mais verticalizada do que a concorrente - daí sua rentabilidade mais alta. Na rede própria, a Hapvida atendeu 96% das internações e 85% dos exames laboratoriais. Esse índice foi menor na Intermédica, com 59% das internações na rede própria e 66% das consultas. A outra questão é que, no caso da Intermédica, o maior volume é secundário, com a venda de ações detidas pela Bain Capital, o que acaba gerando algum desconto por parte de investidores, que preferem ofertas em que o caixa fique na empresa.

Voltar



Fale Conosco




Rua 13 de Maio, 1540 - Bela Vista - 01327-002 - São Paulo
sinog.secretaria@sinog.com.br
+55 11 3289-7299