Planos Odontológicos

Postado em:04/06/2018

Fonte: Departamento de Comunicação Sinog

Image Description

SIMPLO destaca a valorização e reconhecimento do setor odontológico

Geraldo Almeida Lima, presidente do Sinog, fala sobre a 13ª edição do evento

A cada ano, o Simpósio de Planos Odontológicos (Simplo) traz uma temática diferente, em sintonia com a realidade do setor. Nesta 13ª edição, o evento contou com a pluralidade de um setor ramificado, rico e diversificado, inspirado no temaTransformações na Odontologia: a maturidade de um mercado fortalecido, e defendeu de forma assertiva a importância da coexistência, evolução, transformação e diversidade na evolução do mercado.

Todos os participantes puderam, mais uma vez, se inspirar em exemplos, histórias, referências e dados relevantes sobre a importância desse cenário para as operadoras odontológicas, prestadores de serviço e seus beneficiários. Nesta edição finalizamos uma trilogia de temas que teve início lá em 2016 quando tratamos da necessidade de ter estratégias e oportunidades em tempos de crise para um mercado competitivo e regulado como o nosso setor. Em 2017 abordamos a necessidade de estarmos preparados para aprimorar e fortalecer as empresas e o segmento dos planos odontológicos. E, neste ano, tivemos a oportunidade de debater as transformações no consumo, a partir da mudança do perfil do consumidor do século XXI, bem como os recursos tecnológicos disponíveis às operadoras do segmento para entendê-lo e atendê-lo.

Acreditamos que quatro pilares conduzirão o nosso mercado: a tecnologia, os novos modelos de remuneração da rede, o novo consumidor e a intensidade regulatória.

incorporação tecnológica na odontologia suplementar é extremamente necessária, por exemplo, para compor e otimizar os sistemas de gestão, que interligam toda a cadeia produtiva (consumidor, operadora e prestador de serviço). Os aplicativos móveis, como a inteligência artificial e o big data, ajudam o setor identificar padrões epidemiológicos e de utilização para obter a previsibilidade do custo assistencial. A Internet das Coisas (IoT está presente em mais de 242 milhões de dispositivos no Brasil, segundo a Anatel, em 2015) e o uso estratégico das informações geradas por esta tecnologia é capaz de aumentar a satisfação do paciente humanizando sua relação com o profissional que vai prestar o atendimento além de servir como alavanca para o sucesso das empresas.

A indução de novos modelos de remuneração da rede focados na melhoria de qualidade da saúde suplementar também é fundamental neste contexto e deve estimular iniciativas voltadas para o paciente, além da transformação de toda a cadeia produtiva que está envolvida nos processos internos organizacionais, seja na equipe operacional, na clínica que realiza o atendimento ou na gestão das empresas. A Agência Nacional de Saúde (ANS) começa a introduzir o debate sobre o assunto.

Hoje, o consumidor contemporâneo possui amplo acesso à informação. Ele passa a ser um agente mais autônomo de suas decisões e tem o total poder de escolha no momento da contratação de um serviço. Estão presentes em todos os lugares, principalmente nas redes sociais, que conectam, diariamente, milhões de usuários. Na maioria das vezes, preferem os canais digitais e de autoatendimento, buscam diferentes experiências e observam atentamente as personalidades que são influenciadoras para tomar suas decisões. Por isso, é preciso conhecer o perfil e o comportamento desse novo consumidor que busca uma comunicação clara, direta e rápida.

O evento também trouxe à tona a intensidade regulatória que está inserida neste contexto e tem um papel fundamental para o setor. A Agência Nacional de Saúde (ANS) tenta buscar o equilíbrio entre as operadoras, os beneficiários e os prestadores de serviço, através de ações indutoras e normativas. As ações indutoras ajudam a propiciar a adoção de melhores práticas de gestão para a melhoria da qualidade e eficiência da promoção da saúde bucal. Já as normativas são obrigatórias e necessitam uma avaliação dos impactos regulatórios específicos para o setor odontológico.

Vale ressaltar que o Simplo é o único evento brasileiro totalmente dedicado às operadoras e gestores de planos odontológicos que se consolidou como o mais importante fórum de discussões para o segmento e suas respectivas instituições do mercado. Atualmente, o cenário de planos odontológicos no Brasil conta com mais de 23 milhões de beneficiários e isso nos faz refletir sobre os principais fatores dessa realidade e os impactos da nossa atuação na sociedade em geral. Nesta edição, tivemos a oportunidade de reunir mais de 250 pessoas nos dois dias do evento e tenho certeza que este número, a exemplo do segmento da odontologia suplementar, deve crescer a cada ano.

Geraldo Almeida Lima, presidente do Sindicato Nacional das Empresas de Odontologia de Grupo - Sinog

Voltar



Fale Conosco




Rua 13 de Maio, 1540 - Bela Vista - 01327-002 - São Paulo
sinog.secretaria@sinog.com.br
+55 11 3289-7299