Olá, espero que você esteja bem. Estamos nos aproximando do final deste ano tão intenso, mas ainda tenho um convite muito especial para fazer: o Pocket Simplo, uma versão customizada do já tradicional Simpósio de Planos Odontológicos, será realizado no início de dezembro (1, 2 e 3) e convido você para se inscrever. Em formato online, a programação terá temas que refletem o momento atual e pensa em cenários futuros, sempre de olho nos desafios que temos para aumentarmos o número de beneficiários e crescermos de forma sustentável. Nesta edição da Conexão Sinog, você conhecerá os especialistas convidados e os temas que serão abordados na seção Vai Rolar.

Em Mercado Odontológico trazemos o resultado da iniciativa do SINOG frente à ANS para que as operadoras continuem a ter liberdade contratual. Também vale reforçar que temos uma ferramenta exclusiva para associadas e que contribui para decisões mais assertivas no planejamento do negócio na seção Você Sabia?
Boa leitura!

Roberto Cury
Presidente do SINOG


 

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) revogou o parágrafo único do art. 17 da Resolução Normativa 195/2009. Essa RN estabelecia que os contratos coletivos somente poderiam ser rescindidos, imotivadamente, após a vigência do período de doze meses e mediante prévia notificação da outra parte com antecedência mínima de sessenta dias.

Em função disso, o SINOG solicitou esclarecimentos à ANS, expondo que, embora tenha ocorrido a revogação, o caput do referido dispositivo permanece em vigor, exigindo que as regras para rescisão de contratos coletivos continuem sendo previstas no respectivo contrato do plano.

Após outros questionamentos feitos pela entidade à Agencia, o resultado foi positivo para as operadoras em relação à liberdade contratual. Abaixo o resultado:

1 – Permanece obrigatória a previsão em contrato das condições em que poderá ser realizada a suspensão/rescisão dos contratos coletivos;

2 – Continua permitido que se estabeleça nos contratos coletivos a possibilidade de rescisão imotivada destes contratos por parte não só das operadoras, como também das contratantes, que deverão observar o disposto nas
cláusulas contratuais;

3 - Permanece vedada a cobrança de multa do beneficiário que solicitar a sua exclusão do contrato coletivo, assim como é vedada a exigência de aviso prévio ou de tempo de permanência no plano após o pedido de exclusão,
do beneficiário;

4 - Continua sendo possível a cobrança de multa da parte (contratante ou operadora) que solicitar a rescisão contratual antes de completada a vigência mínima estabelecida no contrato, desde que esteja prevista no contrato.

Acesso ao Despacho nº 706/2020/GEMPO/GGREP/DIRAD-DIPRO/DIPRO com o detalhamento para consulta.


 

Como todos já devem ter acompanhado nas edições anteriores, o Pocket SIMPLO, versão reduzida de nosso tradicional evento, será virtual, gratuito e contará com três painéis durante os dias 1, 2 e 3 de dezembro, das 18h30 às 20h30:

Dia 01/12: Democratização do acesso à saúde bucal. Por que tão importante?
Falar em acesso à saúde bucal no Brasil é ter a consciência de que há muito o que fazer. Apenas 12,3% da população tem algum tipo de plano odontológico, seja ele individual/familiar ou coletivo empresarial ou por adesão. A ideia do painel é discutir como o setor privado pode contribuir para viabilizar maior acesso dos brasileiros ao tratamento odontológico. Participarão dessa discussão a Dra. Caroline Martins dos Santos, Coordenadora-geral de Saúde Bucal do Ministério da Saúde e Rodrigo Bacellar, Diretor-presidente da Odontoprev.

Dia 02/12: A pandemia mudou o comportamento do mercado.
E agora, como trazer, reter e fidelizar os clientes de planos odontológicos? Para compreender a dinâmica do mercado atual, Fábio Mariano, professor de Mestrado em Comportamento do Consumidor da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e Marco Antunes, vice-presidente de Operações e TI da Sul América, vão abordar o tema com dados referentes ao comportamento do consumidor e a inovação no setor da Odontologia Suplementar.

Dia 03/12: Regulação no segmento odontológico. O que é preciso para o mercado se desenvolver ainda mais?
O Diretor-presidente substituto da Agência Nacional de Saúde Suplementar, Rogério Scarabel Barbosa, e Virgínia Rodarte Gontijo Couto, advogada especializada em saúde suplementar e assessora regulatória do SINOG vão trazer para a mesa os caminhos necessários para que as operadoras possam se desenvolver e serem mais sustentáveis, o que inclui o aperfeiçoamento da regulação dos planos odontológicos.

Norteado em torno de diferentes perspectivas, os painéis têm como objetivo colocar em discussão temais atuais e mostrar caminhos em prol do setor e do consumidor final, seja ele pessoa jurídica ou física. Para enriquecer ainda mais o evento, com pontos de vista distintos, é essencial a sua participação!

O SINOG tem uma ferramenta exclusiva para auxiliar suas associadas na gestão, planejamento, estratégia e análise de mercado. Trata-se do SaúdeDados®.

A plataforma conta com indicadores financeiros, baseados em dados disponibilizados pela ANS, que trazem informações categorizadas conforme modalidade e porte do conjunto de operadoras odontológicas do mercado.

O Saúde Dados® é mais um benefício exclusivo às associadas do SINOG, entidade que apoia as empresas no crescimento saudável da Odontologia Suplementar.

Acesse www.saudedados.com.br e em caso de dúvidas para
o login entre em contato pelo e-mail sinog.diretoria@sinog.com.br.







IMPRENSA

Três temas nortearam as divulgações à imprensa no mês de outubro: projeção de crescimento da Odontologia Suplementar, baseada em análise de tendência de comportamento de mercado realizada pelo SINOG; o mesmo tema, porém trazendo dados regionais de cinco estados brasileiros e, o anúncio do novo presidente do SINOG.

Ao todo, foram 17 inserções na mídia com repercussão maior sobre a projeção de crescimento da Odontologia Suplementar em nível nacional, com destaque para publicações no Saúde Business, Revista Cobertura Mercado de Seguros e Seguro Total, totalizando 11 inserções. Regionalmente, o tema foi destaque na coluna de negócios do jornal O Tempo - um dos mais importantes de Minas Gerais. E assim como no mês anterior, a chegada de Roberto Cury à presidência do SINOG repercutiu em veículos especializados no mercado de seguros.


MÍDIAS SOCIAIS

O SINOG atua em prol do desenvolvimento da Odontologia Suplementar para que a população tenha acesso à saúde bucal por meio dos planos odontológicos e a comunicação tem papel fundamental nessa jornada.

Durante o mês de outubro, as publicações da entidade foram vistas por mais de 135 mil usuários do Facebook, Instagram, LinkedIn e Twitter, que interagiram 2.551 vezes nas 50 publicações. O LinkedIn cresceu 4% em seguidores, em relação a setembro, com um total de 517 interações, contando com anúncios e posts no feed.

Conheça as publicações que foram destaque em novembro. Clique nas imagens abaixo:




               SIGA O SINOG NAS REDES SOCIAIS!







POCKET SIMPLO

De 1 a 3 de dezembro, das 18h30 às 20h30. VAGAS LIMITADAS. Inscreva-se e garanta a sua vaga!