Nesta edição da Conexão SINOG vamos apresentar uma recente conquista da entidade junto à ANS – Agência Nacional de Saúde Suplementar, na seção Mercado Odontológico. 

Também trazemos alguns dados da recente Pesquisa Nacional de Saúde feita pelo IBGE e que nos traz importantes números da assistência odontológica. Além disso, destaco a visibilidade que o SINOG ganhou durante o Pocket Simplo, maior evento dedicado à Odontologia Suplementar, realizado no início de dezembro, que trouxe temas ligados à regulação, comportamento do consumidor e proposições para a democratização do acesso da população à saúde bucal. 

Aproveito que estamos chegando ao período de festas para parabenizar a todas nossas associadas pela resiliência que tiveram para passar por este ano tão desafiador. Nossos votos – meus e de toda a equipe SINOG para que em 2021 possamos estar cada vez mais unidos para o fortalecimento do segmento dos Planos Odontológicos

Dr.Roberto Cury
Presidente do SINOG


 

A busca do fortalecimento e a sustentabilidade dos planos odontológicos por meio da existência de uma regulação setorial que atenda às particularidades desse segmento é pauta antiga defendida pelo SINOG. 

Em resposta a inúmeros pedidos da Entidade, a ANS criou em 13 de novembro deste ano, um Grupo de Trabalho no âmbito da própria Agência para discutir com especificidade a regulação dos planos odontológicos, a Portaria 393/2020. 


 

A mais recente Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), realizada pelo IBGE em 2019 e divulgada em setembro último, constatou que apenas 12,9% da população brasileira declarou ter plano odontológico contra 26% ter contratado plano médico-hospitalar. 

Mesmo nas faixas de rendimento mais elevadas, o plano odontológico foi adquirido por, aproximadamente um terço das pessoas. Dos 162 milhões de brasileros acima de 18 anos, 21,3%, ou seja, 34 milhões de pessoas perderam 13 dentes ou mais. Ainda, 14 milhões perderam todos os dentes. Segundo o mesmo levantamento, menos da metade dos brasileiros (49,4%) consultou um dentista nos 12 meses anteriores à data da entrevista. 

Desse universo, apenas 36% das pessoas com renda menor que ¼ do salário mínimo consultaram o dentista e 75,7% com renda acima de cinco salários mínimos adotaram a mesma prática. Em todos os casos, os dados são alarmantes em razão das consequências que vão além da perda dental já mencionada até o acometimento de problemas de saúde mais graves. Segundo estudo do InCor, 45% das doenças cardíacas e 36% das mortes por problemas cardíacos estão relacionadas às infecções bucais não tratadas. 

 

Você sabia que digitalização, inclusão, indignação, cuidar e fofura são as cinco tendências às quais as empresas devem estar atentas? 

Essa afirmação foi feita durante o Pocket SIMPLO por Fábio Mariano Borges, Professor Doutor do programa de Mestrado Profissional da Escola de Propaganda e Marketing (ESPM) e Top Voice 2020 do Linkedln, que há 30 anos coordena projetos de comportamento do consumidor e tendências. 

As tendências são identificadas por meio de várias técnicas e interpretadas por analistas sobre o comportamento humano. Ao contrário do que muita gente pensa, não se trata de um modismo, mas rupturas no nosso modo de pensar e agir. Elas representam quebras nos paradigmas para novos hábitos. Ou seja, a tendência é um guia para tomadas de negócios e planejamento estratégico. 

As pessoas estão mais atentas e engajadas para combater ações preconceituosas, discriminatórias ou racistas, muitas vezes usando o seu poder e cancelando-as, como se diz atualmente. Ou seja, não consumindo mais seus produtos ou serviços e expondo as situações nas redes sociais, cobrando que marcas e personalidades sejam cidadãs”, analisa. 

Borges também sinalizou que o uso de emojis e figuras mais lúdicas na comunicação com o cliente, bem como na decoração dos escritórios e embalagens que gerem afeto e remetam às memorias já são uma realidade e compõem a tendência de Fofura anteriormente exposta. 

E você, quais experiências de afeto / fofura oferece aos seus clientes? Todas as apresentações e debates do Pocket SIMPLO podem acessados no link até 31 de janeiro no http://sinog.com.br/pocketsimplo/home . A partir de janeiro, todo conteúdo ficará disponível no canal do Sinog no Youtube.









IMPRENSA

Ao todo,foram 52 inserções do SINOG na mídia no mês de novembro. A entidade ganhou visibilidade no portal do Estadão, Blog do Fausto Macedo especializado em Política, que publicou o artigo “O futuro da odontologia social está nas perspectivas e necessidades do paciente” , de autoria de Roberto Cury, presidente do SINOG. O artigo teve como objetivo colocar em discussão a possibilidade de uma parceria público-privada entre Governo e Odontologia Suplementar. 

Com grande visibilidade, o Blog tem um público diversificado, mas fundamentalmente é lido por políticos, gestores governamentais e advogados. 

Outro grande destaque do mês é relativo aos resultados alcançados na divulgação para a imprensa do maior evento dedicado à Odontologia Suplementar, o SIMPLO, que este ano ganhou o nome de Pocket SIMPLO em razão do formato idealizado pelo SINOG em função da pandemia. A divulgação gerou 47 inserções na mídia, sendo 13 delas em veículos de comunicação impressos e com grande visibilidade em seus Estados, como Hoje em Dia (MG), O Dia (RJ), Jornal de Brasília (DF), Diário do Amazonas (AM), Diário do Amapá (AP), entre outros. E 34 distribuídos entre veículos de comunicação de abrangência regional, como a Tribuna de Minas (Juiz de Fora-MG) e especializados que tem público leitor em todo o país, como é o caso do Consultor Jurídico (Conjur), voltado para questões jurídicas, Revista Cobertura, direcionada ao mercado de seguros, e Jornal Odonto, voltado para o cirurgião dentista. O evento também figurou em portais de associações e institutos como IESS e a Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas. Confira abaixo esse resultado em números. 



MÍDIAS SOCIAIS

O SINOG atua em prol do desenvolvimento da Odontologia Suplementar para que a população tenha acesso à saúde bucal por meio dos planos odontológicos e a comunicação tem papel fundamental nessa jornada. Durante o mês de novembro, as publicações da entidade foram vistas por mais de 113 mil usuários do Facebook, Instagram, LinkedIn e Twitter, que interagiram 2.221 vezes nas 76 publicações. O LinkedIn cresceu 4% em seguidores, em relação a outubro, com um total de 871 interações, contando com anúncios e posts no feed. 

Conheça as publicações que mais foram acessadas, comentadas e compartilhadas:




               SIGA O SINOG NAS REDES SOCIAIS!







A próxima edição do SIMPLO já tem data definida: 15 e 16 de julho de 2021. 

Será um evento híbrido, presencial e virtual, com toda a qualidade que só o SINOG traz para você. 

Anote na agenda! E vem aí uma nova grade de cursos do SINOG para 2021. Fique conectado em nosso portal e nas redes sociais para conhecer toda a programação para o próximo ano.