Caros

O ano começou intenso, com muitas oportunidades de aprendizado e crescimento, superando as expectativas iniciais. Se por um lado tal fato é uma ótima notícia, também é um desafio manter ou aumentar esse desempenho neste ano. E, sem dúvidas, conseguiremos este objetivo se conseguirmos nos adaptar cada vez mais à realidade.

A história nos mostra que quem sobrevive às adversidades não são os mais fortes, nem os mais espertos e sim aqueles que melhor se adaptam. Nesta edição vamos tratar sobre esses temas e mostrar um pouco das conquistas que já conseguimos junto à ANS.

Terceira idade sem vergonha de dizer “Xis”

O sorriso na selfie é uma das principais preocupações da nova geração de idosos. Antenados nas tecnologias e sempre em busca de alcançar melhor qualidade de vida, essa população cresce cada vez mais. Segundo as projeções do IBGE, no Brasil, o contingente de pessoas acima dos 60 anos vai superar o de crianças e adolescentes em 2031. Esse novo nicho de mercado tem uma demanda crescente e atrai os olhares das operadoras de planos odontológicos, que precisam se adaptar para atendê-los.

 


Para o alto e avante

A maior conscientização da população em relação aos cuidados preventivos com a saúde bucal associada à previsibilidade, segurança, relação custo x benefício e ampla rede de atendimento são responsáveis pelo surpreendente crescimento do segmento de planos odontológicos em 2018. Em novembro, foram contabilizados 24.2 milhões beneficiários, superando as expectativas do departamento de Economia do SINOG, que projetou que de janeiro a dezembro 23,7 milhões de pessoas contariam com a cobertura de um convênio.