Negócios

Postado em:21/11/2019

Fonte: Diário do Nordeste Online

Image Description

Hapvida amplia fatia no mercado nacional e visa o externo

Grupo vai adquirir carteira de 12 mil clientes no Sul do País

Com a aquisição de 15% da carteira total de clientes da operadora de planos de saúde Agemed, que correspondem a cerca de 12 mil vidas, a Hapvida ampliará sua participação na região Sul do País, dando continuidade ao agressivo plano de expansão da companhia no mercado nacional. A transação, cujo valor fixado inicialmente foi de cerca de R$ 19 milhões, foi anunciada na última segunda-feira (18). Consolidada como a maior operadora do Norte e Nordeste, e terceira maior do País, com 2,4 milhões de beneficiários, a expectativa é que a empresa comece a focar no mercado externo.


"O que a gente pode observar é que esse forte processo de expansão está muito relacionado à abertura de capital, no ano passado, que fez com que a empresa tivesse uma dimensão nacional, com perspectivas de ampliação no mercado global", avalia o economista Ricardo Coimbra. "O grupo já está fazendo apresentações no exterior, para potenciais mercados na Ásia e nos Estados Unidos".


Sul do Brasil


Segundo a companhia, a aquisição de parte da carteira da Agemed, que ainda está sujeita à apreciação e aprovação pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), está "em linha com os recentes esforços de penetração e intensificação da presença do Hapvida na região (de Joinville, em Santa Catarina)". Caso concluída, a transação adicionará um portfólio de vidas à operação da empresa em Joinville, iniciada em abril deste ano, que já conta com cerca de 23 mil beneficiários.


"Ao mesmo tempo em que vem aumentando sua participação no mercado nacional com aquisições, a Hapvida vem mostrando crescimento orgânico", diz Coimbra. "Mas para ter um crescimento de forma mais rápida, a empresa vem fazendo uma reestrutu-ração na sua carteira de ativos e analisando aqueles grupos que podem ser absorvidos".


No último dia 8, a companhia já havia anunciado a compra do Hospital Paraupebas, no Pará, por R$ 16 milhões, como parte do plano de interiori-zação nas regiões Norte e Nordeste, "replicando o modelo de negócios do Hapvida nos grandes centros", disse a companhia na ocasião. Após a conclusão da operação, a empresa atingirá a marca de 36 hospitais próprios.


Valorização


Desde que abriu o capital na Bolsa de Valores brasileira, em 27 de abril de 2018, as ações da Hapvida acumulam uma valorização de 91%. No terceiro trimestre deste ano, a companhia registrou um lucro de R$ 215,9 milhões, crescimento de 13,5% sobre igual período do ano passado. Considerando os nove primeiros meses do ano, o lucro foi de R$ 641,2 milhões, alta de 16,7% em relação a igual período de 2018.


Em maio passado, após o anúncio da aquisição do Grupo São Francisco pela empresa, por R$ 5 bilhões, as ações da Hapvida tiveram grande e constante valorização. Com essa aquisição, a operadora passou a atuar também no interior de São Paulo e nas regiões Sul e Centro-Oeste. O Grupo São Francisco tem 1,8 milhão de clientes, sendo 1 milhão de planos odontológicos e 800 mil em saúde.


Somente no interior de São Paulo, a empresa tem 600 mil clientes. "A gente deve continuar vendo esse movimento da empresa de registrar tanto crescimento orgânico como por meio de aquisição", avalia Coimbra.

Voltar



Fale Conosco




Rua 13 de Maio, 1540 - Bela Vista - 01327-002 - São Paulo
sinog.secretaria@sinog.com.br
+55 11 3289-7299